Anúncio
Anúncio

Barco com 400 imigrantes está à deriva entre Líbia e Malta, diz serviço de apoio

Por :
Reuters
Publicado: Apr 9, 2023, 18:45 GMT+00:00

MILÃO (Reuters) - Uma embarcação com cerca de 400 pessoas a bordo está à deriva entre Malta e Líbia, disse o serviço de apoio Alarm Phone neste domingo, em meio a um aumento acentuado de barcos de migrantes que cruzam o Mediterrâneo originários do norte da África.

Barco com 400 imigrantes está à deriva entre Líbia e Malta, diz serviço de apoio

MILÃO (Reuters) – Uma embarcação com cerca de 400 pessoas a bordo está à deriva entre Malta e Líbia, disse o serviço de apoio Alarm Phone neste domingo, em meio a um aumento acentuado de barcos de migrantes que cruzam o Mediterrâneo originários do norte da África.

A Alarm Phone disse no Twitter que recebeu um chamado da embarcação, que partiu de Tobruk, na Líbia, na noite passada e que informou as autoridades. Mas nenhuma operação de resgate foi realizada até agora, acrescentaram.

A Alarm Phone disse que as pessoas a bordo estavam em pânico, com várias delas necessitando atenção médica. A embarcação estava sem combustível e seu convés inferior estava cheio de água, enquanto o capitão havia partido e não havia ninguém que pudesse dirigir o barco, acrescentaram.

A Alarm Phone disse que o barco estava agora na área de busca e resgate de Malta.

Não foi possível entrar em contato imediatamente com as autoridades maltesas.

A ONG alemã Sea-Watch International disse em sua conta no Twitter que neste domingo estava realizando buscas de barcos em perigo no Mar Mediterrâneo, incluindo o sinalizado pela Alarm Phone.

(Por Giulio Piovaccari; Reportagem adicional de Christofer Scicluna)

Sobre o Autor

Reuterscontributor

A Reuters, o departamento de notícias e media da Thomson Reuters, é o maior fornecedor de notícias multimédia internacional do mundo, chegando a mais de mil milhões de pessoas todos os dias. A Reuters fornece notícias sobre negócios, financeiras, nacionais e internacionais de confiança a profissionais através dos computadores da Thomson Reuters, das organizações de meios de comunicação social mundiais, e diretamente aos consumidores na Reuters.com e através da Reuters TV.

Você achou esse artigo útil?

Anúncio