FXEMPIRE
Tudo
Ad
Anúncio
Anúncio
Reuters
Adicionar aos favoritos
Dólar tem leve alta contra real após perdas da véspera
Dólar tem leve alta contra real após perdas da véspera

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar chegou ao fim da manhã em queda frente ao real, depois de trocar de sinal várias vezes e chegar a subir 0,9%, com operadores aproveitando a recuperação das bolsas de valores globais para realizar lucros após o dólar marcar na véspera a maior alta em dez meses.

O sentimento, porém, segue instável depois do mau humor da véspera por causa de uma onda global de aversão a risco por temores relacionados à Covid-19.

Anúncio
Sabe para onde se dirige o instrumento o mercado? Tome vantagem com 

CFDs are complex instruments and come with a high risk of losing money rapidly due to leverage. The vast majority of retail investor accounts lose money when trading CFDs. You should consider whether you understand how CFDs work and whether you can afford to take the high risk of losing your money.

A fraca agenda de indicadores econômicos no Brasil e o recesso parlamentar orientam as atenções para a cena externa, onde têm predominado receios sobre impactos econômicos de novas ondas de coronavírus pelo mundo.

Às 12:46, o dólar à vista recuava 0,65%, a 5,2153 reais na venda.

A moeda começou o dia em queda, passou a subir ainda na primeira hora de negócios e bateu um pico de 5,2953 reais (+0,87%) logo depois das 10h30. Posteriormente, começou a perder força, chegou a cair por volta de 11h15 antes de voltar a ganhar terreno. No fim da manhã, porém, as vendas apareceram com força e derrubaram a cotação à mínima intradiária de 5,2077 reais (-0,79%).

O real tinha o melhor desempenho global nesta sessão, depois de na véspera ocupar a lanterna entre as principais divisas.

Em Nova York, os índices de ações subiam entre 1,3% e 1,7%, recobrando parte das perdas da véspera.

Na segunda-feira, o dólar saltou 2,59%, a 5,2494 reais na venda, maior patamar desde 8 de julho deste ano e maior valorização percentual desde 18 de setembro de 2020.

Como notou o Bradesco, os mercados mostram instabilidade conforme os mesmos temas seguem no radar dos investidores.

“As preocupações com os impactos da variante Delta no processo de reabertura econômica limitam a recuperação dos mercados”, disse o banco em relatório matinal, em que cita a força recente do dólar antes da temporada de balanços corporativos de empresas norte-americanas.

De forma geral, o dólar voltou a ganhar terreno no mundo desde junho, com investidores colocando nos preços aperto da política monetária nos Estados Unidos. No Brasil, a moeda sobe 6,5% desde que tocou uma mínima de cerca de 4,89 reais em 25 de junho.

Dan Kawa, CIO da TAG Investimentos, diz por ora não ter visão direcional para a moeda no Brasil.

“Ainda acredito que o cenário-base seja de muita volatilidade e pouca tendência”, afirmou, acrescentando que em momentos de maior otimismo prefere adicionar posições pró-dólar, como o fez no fim do mês passado.

Puxada também pelo clima político interno mais ruidoso, a volatilidade do real desde o começo do mês voltou a ser a mais alta dentre pares comparáveis. A volatilidade implícita do real –uma medida do grau de incerteza sobre os rumos da moeda– para três meses está em 16,6%, acima até mesmo da medida para a instável lira turca, que está em 14,7%.

(Por José de Castro)

Anúncio
Não perca nada!
Descubra o que está a mover os mercados. Registe-se para obter uma atualização diária remetida para a sua caixa de entrada

Negoceie com uma corretora regulada

ISENÇÕES DE RESPONSABILIDADE IMPORTANTES
O conteúdo fornecido no site inclui notícias e publicações gerais, nossas análises e opiniões pessoais e conteúdos fornecidos por terceiros, que se destinam apenas a fins educacionais e de pesquisa. Não constitui, e não deve ser lido como, qualquer recomendação ou conselho para tomar qualquer ação, incluindo fazer qualquer investimento ou comprar qualquer produto. Ao tomar qualquer decisão financeira, você deve realizar suas próprias verificações de due diligence, aplicar seu próprio critério e consultar seus consultores competentes. O conteúdo do site não é dirigido pessoalmente a você e não levamos em consideração sua situação ou necessidades financeiras. As informações contidas neste site não são necessariamente fornecidas em tempo real nem são necessariamente precisas. Os preços aqui fornecidos podem ser fornecidos por criadores de mercado e não por bolsas. Qualquer negociação ou outra decisão financeira que você fizer será de sua total responsabilidade, e você não deve confiar em nenhuma informação fornecida por meio do site. FX Empire não fornece qualquer garantia em relação a qualquer informação contida no site, e não será responsável por quaisquer perdas comerciais que você possa incorrer como resultado do uso de qualquer informação contida no site. O site pode incluir anúncios e outros conteúdos promocionais , e FX Empire pode receber compensação de terceiros em conexão com o conteúdo. FX Empire não endossa terceiros ou recomenda o uso de serviços de terceiros, e não assume responsabilidade pelo uso de qualquer site ou serviços de terceiros. FX Empire e seus funcionários, executivos, subsidiárias e associados não são responsáveis nem devem eles serão responsabilizados por qualquer perda ou dano resultante do uso do site ou da confiança nas informações fornecidas neste site.
ISENÇÃO DE RISCO
Este site inclui informações sobre criptomoedas, contratos por diferença (CFDs) e outros instrumentos financeiros, e sobre corretores, bolsas e outras entidades que negociam esses instrumentos. Tanto as criptomoedas quanto os CFDs são instrumentos complexos e apresentam um alto risco de perda de dinheiro. Você deve considerar cuidadosamente se você entende como esses instrumentos funcionam e se você pode assumir o alto risco de perder seu dinheiro. A FX Empire o incentiva a realizar sua própria pesquisa antes de tomar qualquer decisão de investimento e evitar investir em qualquer instrumento financeiro que você não entende totalmente como funciona e quais são os riscos envolvidos.